BIG BLOG ESTUDANTIL DO ETALÍVIO PEREIRA

ESTUDO E DIVULGAÇÃO DE TRABALHOS EM REDE.

BLOG EDUCACIONAL: Uma ferramenta que permite estabelecer relações entre as aulas presenciais e as tecnologias, que faz parte do cotidiano do aluno e do ensino e aprendizagem da Língua Inglesa de maneira atraente, transformadora e contextualizada.

"Lição de casa" é coisa séria e devemos valorizá-la. LET'S GO!!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

6th G e 7th C-D - DIVERSIDADE CULTURAL (Parte 2) e o Hipertexto: 'FOLK LORE' (Origin) and LEGENDS!



     
4º Bim.
WORK IN GOUP: Valendo até 2.0 na média (EM DUPLA)
    

Hi! Do you like the "Hipertext"?

 . Quer saber mais?! Acesse os LINKs, clicando nas palavras sublinhadas.

          "SINHOZINHO"



Lenda, realidade e mistério parecem confundir-se quando o assunto é Sinhozinho, figura mítica já incorporada à história e ao folclore de Bonito, cidade de Mato Grosso do Sul. Considerado um homem santo por seus seguidores, a história do "Mestre Divino" remete ao ano de 1944, quando este senhor de longas barbas, olhos e cabelos claros apareceu na região.

Sinhozinho era tido como curandeiro e realizador de milagres, utilizando apenas cinzas e água em suas sessões de cura. Vestia um longo manto sob o qual seu braço esquerdo permanecia sempre escondido, sem nunca ter sido visto. Alimentava-se apenas de frutas, mandioca, peixe e mel, do qual carregava sempre um frasco e molhava os lábios constantemente. Não falava, comunicando-se apenas por gestos que fazia para o alto.

Sua mais famosa lenda é a da imensa serpente que vive no subsolo da cidade, e que um dia sairá e acabará com tudo, caso as pessoas não cuidem bem da natureza - alguns interpretam isto como um aviso aos gananciosos, que visam apenas o lucro sem se preocupar com a fragilidade do meio ambiente de Bonito. Durante suas peregrinações pela região, construiu várias cruzes de madeira que deixou fincadas por onde passava.

Por ter arrebanhado inúmeros seguidores, e pelos seus poderes de curar enfermidades, despertou a ira de autoridades e comerciantes de medicamentos, que se tornaram seus inimigos. Foi preso e morto, e diz a lenda que seu corpo foi esquartejado, tendo cada membro jogado em um dos rios da região, o que explicaria a limpidez cristalina de nossas águas.

Até os dias de hoje, em 12 de outubro, ocorrem procissões à Capela do Sinhozinho - localizada próxima ao Rio Mimoso -, onde ainda está guardada uma de suas cruzes, objeto da adoração de seus devotos.


Autor: Daniel de Granville Manço.
 

Activity: 





a) Leu, com bastante atenção? Gostou do hipertexto? Então, anote em seu caderno as "palavras destacadas em Negrito", na sequência;
b) Anotou? Então, agora produza um "texto teatral" de sua "autoria (s)", não esquecendo o Título;
c) Produzir um "dedoche" parecido com o da imagem e modelo, trazido pela "teacher".  (usar as folhas de reutilização para a confecção).
d) Entregar e apresentar na PRÓXIMA AULA!  

GOOD TASK! Teacher Márcia Spinelli


 





















8th D-E e 9th C-D: PROJ. CCO: CULTURAL DIVERSITY (Parte2): Hipertextos/Mapa Conceitual: HALLOWEEN PARTY, LINKS e o MAPA CONCEITUAL!

WORK IN GROUP: Valendo até 2.0 na média - Em dupla.

 As festas e comemorações de cada grupo ou nação, fazem parte do tema: Diversidade Cultural, de acordo com suas crenças. Assim como no Brasil e seu folclore, danças, comidas típicas e religiões que tanto conhecemos e comemoramos, outros países têm suas características, que devem ser conhecidas e respeitadas, da mesma forma que as nossas.

ACTIVITY:

a) Selecionamos um Hipertexto sobre "Dia das Bruxas" (Halloween), comemorado em 31 de Outubro, para exercitarmos nossos conhecimentos e construirmos "boas" redações, utilizando a seguinte ferramenta: o Mapa Conceitual.  (Acesse o site, por meio do LINK, clicando na palavra) 

b) Após a  leitura e o entendimento das instruções, anotar em seu caderno as "Palavras-chave", e Montar o seu Mapa Conceitual, referente o seguinte texto:
 

 Qual a origem da comemoração do Halloween?

Uma versão ancestral da festa - que por aqui também é conhecida como Dia das Bruxas - provavelmente surgiu na Europa, centenas de anos antes de Cristo. Originalmente, o Halloween era um ritual dos celtas, um povo que habitou a Grã-Bretanha e a França entre o ano 2000 e o ano 100 antes da era cristã. Para eles, a noite de 31 de outubro, data da comemoração até hoje, indicava o início do Samhain, uma importante celebração que marcava três fatos: o fim da colheita, o Ano-Novo celta e também o início do inverno, "a estação da escuridão e do frio", um período associado aos mortos. "No Halloween, segundo a mitologia desse povo, era possível entrar em contato com o mundo dos desencarnados", diz a historiadora Clare Downham, da Escola de Estudos Celtas, na Irlanda. Como se pregava que esse contato libertava todo tipo de espírito, as pessoas acreditavam que, durante aquela noite, fantasmas, demônios e fadas ficavam à solta.

Para representar esse caos sobrenatural, os celtas se fantasiavam com peles e cabeças de animais abatidos para o inverno. A crença nos espíritos também despertou outros costumes típicos da festa, como o uso de leite e comida (hoje substituídos por doces) para acalmar os visitantes do além. Outras tradições, porém, foram deixadas de lado, como o hábito de acender fogueiras para espantar os espíritos. Bem depois, no século 9, a festa foi influenciada pela expansão do cristianismo na Grã-Bretanha. Na tentativa de acabar com os festejos pagãos, o papa Gregório III consagrou o dia 1º de novembro para a celebração de Todos os Santos. Surgiu daí a própria palavra halloween, originada de all hallows eve, que em português quer dizer "véspera do dia de Todos os Santos". Finalmente, no século 20, o Halloween juntou ao seu caldeirão de influências a força da cultura dos filmes de terror, que hoje dão o tom da celebração tanto na Grã-Bretanha como nos Estados Unidos.



NABO QUE VIROU ABÓBORA

O símbolo mais conhecido da festa, a cara assustadora esculpida em abóboras, representa uma antiga lenda celta: Jack, um homem mesquinho condenado a vagar pela eternidade, pediu uma brasa ao capeta e a colocou dentro de um nabo para iluminar seu caminho. Com a imigração irlandesa para os Estados Unidos no século 19, o vegetal foi trocado. Como o nabo era difícil de ser encontrado na América, ele foi substituído pela abóbora acesa com uma vela, que ganhou o nome de Jack da Lanterna


CHAMA RENOVADORA

Na Antiguidade, o fogo era o elemento mais importante do Halloween, que coincidia com o Ano-Novo dos celtas. Na noite da celebração, em 31 de outubro, os druidas, sacerdotes desse povo, acendiam fogueiras para simbolizar a renovação das esperanças para o ano seguinte. No topo das montanhas, o fogo também servia para espantar os espíritos. Algumas festas mantêm tochas até hoje, mas apenas para decoração


BRUXAS DO BEM

Outra presença inconfundível no Halloween são as bruxas, mulheres de aparência assustadora que usam a magia para fazer o mal. Essa descrição negativa, entretanto, surge só no século 9, com a influência do cristianismo na comemoração. Para os celtas, as bruxas eram apenas mulheres que conheciam poderes terapêuticos de plantas e ervas. Elas faziam parte da comunidade e podiam participar normalmente das celebrações


MONSTROS HOLLYWOODIANOS

O costume de se fantasiar também surgiu com os celtas, que na época vestiam-se para a festa usando a cabeça e a pele de animais abatidos antes do início do inverno. Atualmente, a fauna monstruosa se modificou bastante, principalmente pela influência das produções de Hollywood. Vampiros, múmias, lobisomens e outros personagens do cinema são presenças garantidas em qualquer Halloween.
 
Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/qual-a-origem-da-comemoracao-do-halloween por Cíntia Cristina da Silva. 

c)  Anotou? Então, produzam (em duplas) um texto "autoral" sobre o tema, contendo: Título e Imagem de acordo com a narração, com base no que leram e aprenderam, além das palavras-chave e, entregar para a "teacher", devidamente identificados (Mapa e Texto), na próxima aula!

d)  Atividade Opcional: Acessem em nosso Blog, ano de 2012, veja e comente os resultados de nosso Halloween. Clicar no mês de Outubro e buscar as postagens sobre o tema. Talvez vocês estejam nele! Hua Hua Hua!

 GOOD TASK! Teacher Márcia Spinelli










quinta-feira, 10 de outubro de 2013

PROJETO ECO-LETRAS E ALUNOS PARTICIPARAM DA GINCANA DA SOLURB /TEMA: RECICLANDO NOSSAS ATITUDES!

...MUITO TRABALHO E DEDICAÇÃO NOS BASTIDORES!!!!

NOSSA MASCOTE 'PRINCESA' E SUA DONA GISLAINE DO 7º C... DE VERDADE! SENSAÇÃO DO EVENTO


7º C DE... CRIATIVO E COLORIDO! Utilizamos sacolas reutilizadas para os coletes e pompons da torcida...

PROVA DAS IMAGENS FOI CANCELADA POR PROBLEMAS TÉCNICOS...MAS FIZEMOS NOSSA PARTE!
 









PROVA: PARÓDIAS C0M O TEMA: COLETA DE LIXO!

INFELIZMENTE, NOSSO ALUNO VITOR AUGUSTO (RESPONSÁVEL (?) PELA PROVA)  NÃO COMPARECEU E TIVEMOS QUE PARTIR PARA O PLANO 'B' ... 'EU" CANTEI 'SHOWLURB DA SUCATA' COM OS ALUNOS DO 7º C ... PAGUEI UM 'MICO' MAS NÃO DESISTIMOS DA PROVA!

...NOSSA! PRATICAMENTE UMA 'ANITTA" GENTE!









I GINCANA SOLURB/2013

PROVA: PARÓDIA/7º C

"SHOWLURB DA SUCATA"

SE-PA-RA! Agora! A Sucata!
Vamos reciclar tudo
O Planeta implora
Fazer a sua parte
É isso o que importa
Expulse o desperdício
Se não ajudar! Eu ‘tô fora!
SE-PA-RA!
Se não ’tá com vontade
Sai por onde entrei
Quando a SOLURB vem,
Recolhe o lixo,
Eu sei!
Nossa atitude é boa
E a gente tem poder
Arregace as mangas
Do tipo, RECOLHE, Vai!
(Refrão) - Bis
Traga o Plástico e o Papel, correndo!
Para a escola continuar, mudando!
A Latinha e o Pneu, juntando!
Que é pra não ficar à toa
Sai da Dengue e fica boaaaaaaaaaaa, fica boooaaaaaaaa!
(repetir)
SE – PA – RA!

PROFESSORA ANA LÚCIA COM A TURMA DO 7º D...

  video




  video

  video






PROVA: ROUPAS DE MATERIAL DE RECICLAGEM... FICAMOS EM 2º LUGAR!!!
QUEM DISSE QUE NÃO PODE SER 'CHIC' ...OU IR PARA UMA 'BALADA' COM UMA ROUPA RECICLADA? Nós confeccionamos um traje "jovem" para festa e utilizamos: Saco Plástico preto para a blusa, com aplicação de recortes de garrafa Pet branca em formato de "gotas"; apliques de alumínio retirados de Disquetes, Fitas de VHS nos acessórios (brincos, colar e bracelete); Base de garrafa Pet, CDs, fio de carregador de celular, na bolsinha, com aplicação de cola quente e canetinhas permanentes, no design. A Saia, modelo "balonê" confeccionada com TNT branco e aplicações de fitas em VHS no acabamento, uma peruca negra com fios de nylon reciclados, completaram o traje.
  

video